Conheça o campus da empresa que inspirou o Google

Thaylan Melo | 12:10 | 0 comentários

Sede do SAS na Carolina do Norte (EUA) oferece creche, piscina, academia, quadras esportivas, cabelereiro e guloseimas para os funcionários

Reprodução
Melhores empresas para se trabalhar
Stephanie Kohn

Fazer parte da equipe do Google hoje em dia é o sonho de muitos profissionais. Em primeiro lugar na lista mundial das melhores empresas para se trabalhar, a gigante de buscas oferece benefícios atrativos aos seus funcionários, além de estar instalada em um dos campus mais acolhedores do mundo. O que pouca gente sabe é que o Google se inspirou em uma outra grande empresa para oferecer este modelo de gestão diferente: o SAS. 

A companhia de software de análise de dados existe há 36 anos e já ficou à frente do Google em 2010 e 2011 na lista das melhores companhias para se trabalhar. A matriz da companhia, também chamada de campus pelos funcionários por possuir uma atmosfera semelhante à de universidades, possui 1,2 mil kilômetro quadrados, que abriga creche, academia, sala de jogos, piscina, quadras esportivas, hospital, espaço para piquenique e um refeitório que deixa algumas praças de alimentação de shoppings 'no chinelo'.

Reprodução
Piscina disponível para jogos e natação

Reprodução
Academia possui esteiras, bicicletas e aparelhos de musculação

Localizado em Cary, na Carolina do Norte (Estados Unidos) – a quarta cidade mais segura do país -, a sede do SAS começou a ser construída em 1980 e ainda hoje possui uma estrutura inigualável, superior até mesmo a de empresas do Vale do Silício, na Califórnia. São 23 prédios cercados por árvores e decorados com 3 mil esculturas e quadros para estimular a criatividade dos funcionários. As obras de artes são escolhidas 'a dedo' por Ann Goodnight - mulher do fundador da companhia, James Goodnight -, e outros dois artistas contratados pelo próprio SAS.

Reprodução 
Em todo campus, esculturas como o 'Deer' (Veado, em português)

Reprodução
Companhia possui 4 mil obras de arte espalhadas por todos escritórios 


Uma característica interessante da companhia é que por lá não existem funcionários tercerizados, com exceção da cabelereira – procurada pelo dono da empresa que faz de tudo para que seus funcionários otimizem o tempo. Desde o motorista do ônibus, que faz o tour pelo campus, até o personal trainer da academia, todos possuem contratos com a companhia.

Reprodução 
Cabelereira do fundador fica disponível para atender funcionários

O conceito sustentável também é bastante cultivado dentro do SAS. Em uma grande área dentro do campus estão painéis solares que proveem energia para todos os prédios da matriz. A grama neste local também é cultivada de uma maneira inusitada: 26 ovelhas são responsáveis por manter tudo aparado, enquanto pastam com tranquilidade no imenso espaço verde. Os crachás dos visitantes, por sua vez, assim como a maioria dos materiais utilizados dentro da empresa são reciclados, e o prédio C foi interamente construído sob o conceito de 'green biulding', com 450 painéis solares fotovoltaicos, que alimentam as luzes e aquecem a água do edifício.

Reprodução
Ovelhas são cuidadas por um profissional contratado do SAS 

Todas as quarta-feiras, bolinhas de chocolate e amendoim de M&Ms fazem a alegria dos funcionários. Por tradição, anualmente a empresa compra cerca de 22 toneladas da guloseima para adoçar os dias dos profissionais que trabalham por ali. Os colaboradores também contam com a mordomia de exercerem suas atividades em pequenas salas particulares. A sede é grande o suficiente para oferecer pequenos espaços para cada uma das cerca de 5 mil pessoas que ficam alocadas em Cary. Dr. Goodnight também trabalha em um destes pequenos gabinetes e faz questão de usufruir do mesmo espaço que todos os trabalhadores.

Reprodução
SAS é o maior cliente corporativo da M&Ms 

A creche é oferecida para todos os filhos dos funcionários sem qualquer custo extra. Os pais deixam os pequenos pela manhã aos cuidados de colegas especializados em educação infantil e os pegam no fim do expediente, por volta das 18h. Na hora do almoço, no entanto, é possível fazer as refeições junto dos filhos no grande refeitório do SAS. Mais de cinco buffets fixos oferecem diversos tipos de comidas – da culinária japonesa à italiana - por um preço irrisório (cerca de US$ 5). No restaurante, boletins informam as atividades da semana, como seminário de triatlo, curso de ciclismo e atividades aeróbicas. Apesar do local ser espaçoso, há ainda a possibilidade de levar a comida para viagem para ser degustada em outras áreas do campus, como um pequeno lago ou a zona do piquenique, que também é frequentemente usada para atividades diferentes, como o bazar dos funcionários.

"No mês passado fizemos o bazar sem dinheiro. Todos trocavam itens usados. Nós limpamos a área, que ficou lotada de brinquedos, móveis, discos, roupas...", conta Allison Lane, especialista em comunicação interna.

Reprodução
Variedade de comidas e bebidas todos os dias no refeitório

Para Dr. Goodnight estes 'mimos' são importantes, pois ele acredita que seus principais ativos são os funcionários e cabe a ele fazer com que eles voltem todos os dias à empresa. Por conta disso, além dos benefícios e serviços disponíveis, a companhia também possui um departamento chamado de "Work Life", que funciona como um suporte aos colaboradores que estão passando por problemas. Allison lembra que quando sua mãe teve câncer de mama, um dos profissionais do SAS entrou em contato para saber se ela estava precisando de ajuda. A executiva passou a ter conversas semanais com um dos colegas e conseguiu resolver diversas questões que a incomodavam.

"Oito pessoas especializadas em trabalho social nos ajudam a aliviar o estresse para que possamos nos focar melhor no nosso trabalho. Além da parte social, eles também auxiliam no planejamento financeiro e até realizam testes vocacionais com os nossos filhos", explica.

Reprodução
Sucesso da companhia se deve ao estilo único do fundador de administrar

O SAS possui outros 399 escritórios espalhados em 134 países e alguns deles tentam seguir o mesmo padrão do campus da Carolina do Norte. As filiais de Amsterdã (Holanda), Hamburgo (Alemanha) e Paris (França) possuem instalações semelhantes, segundo Dr. Goodnight. Já os demais, como os escritórios de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, que são menores em tamanho e funcionários, contam com benefícios subsidiados. A empresa paga parte da academia, cabelereiro, manicure e cursos realizados por seus colaboradores.

Neste momento, o escritório de São Paulo – o maior no Brasil com 150 funcionários - está mudando de prédio e passará a trabalhar ao lado de outras grandes empresas do setor de tecnologia, como Google e Facebook. O SAS Brasil tem crescido de 30% a 40% anualmente nestes 16 anos no país, oferecendo a clientes como Petrobrás e IBGE alguns de softwares. 

Se você se interessou pela companhia e ficou com vontade de pertencer ao time que compõe alguns dos funcionários mais felizes do mundo, Dr. Goodnight dá a dica: "Precisamos de profissionais que sejam bons no que fazem. Gostamos de especialistas na área e, especialmente, de pessoas que se dão bem com pessoas. Não temos 'prima donnas' [estrelismos] por aqui".

Saiba mais sobre a companhia neste link e confira uma entrevista exclusiva com o fundador da empresa, clicando aqui. Não se esqueça de buscar por vagas dentro do SAS Brasil neste site.

* A jornalista viajou à Carolina do Norte (EUA) a convite do SAS. 

via Olhar Digital

Category: , ,

0 comentários