Sandy Bridge

Thaylan Melo | 00:43 | 0 comentários



A tecnologia Intel de processadores Intel Sandy Bridge foi chamada de segunda geração da familía Intel Core. A Intel foi capaz de alcançar com a nova arquitetura em base de 32 nanômetros e melhorias significativas na eficiência energética. O novo Vector Extensions Avançado (AVX) está em aplicativos de ponto flutuante (FPU) que prevêem um processamento mais rápido de instruções. As instruções AES que ensinam a criptografia correspondente a um aumento significativo na performance, não estão incluídas em todos os processadores Sandy Bridge. Só oferecem Core i5 e i7 esta unidade, que é apoiada por exemplo, TrueCrypt 7.0a. Core i3 e Pentium não possuem. Todos os processadores Sandy Bridge tem um núcleo gráfico integrado, que é equipado com 12 threads, dependendo do CPU ou GPU e seis unidades. A solução para jogos exigentes, mas não energia suficiente. Os modelos K podem ser facilmente melhorados graças a o livre multiplicador de overclocking. Dada a função boost-turbo integrada é provável que essa propriedade para a maioria dos usuários, não desempenham um papel importante. S e T-35 variantes são, respectivamente, com 65 watts em comparação com os modelos padrão com 95 watts de energia mais eficiente. A Intel tem feito mudanças técnicas nos âmbito dos núcleos de unidade central de processamento com isso ganhamos um desempenho considerável. Com sandy bridge a Intel incorporou a unidade de processamento gráfico para o silício mesmo que os núcleos da unidade central de processamento. A GPU se comunica com os núcleos por barramentos em anel de alta velocidade e este GPU é compatível com Microsoft directx 10.1 tambem mais rápido que o anterior gráfico integrador da Intel.


Micro arquitetura unificada

Os processadores da linha sandy brigde unificam tudo, incluindo os núcleos de processamento, controlador de memória , cachê do ultimo nível (LLC) e gráficos e processamento de media em um único chip.

Grafico e de mídia de desempenho

Essa tecnologia inclui um motor gráfico mais poderoso que aceleramento do processamento 3D, fornecendo um desempenho incomparável para video HD e gráficos de jogos em 3D, essa tecnologia da um salto gigantesco para usuários finais usar e abusa do nível HD.

Um novo nível de controle

Os processadores sandy brigde controlam o desempenho de potencia para as unidade de processamento central e a unidade de processamento gráfico, auxiliando exatamente onde o desempenho é necessário.

Processadores e desempenho

Clocking é possível, aumenta o desempenho entre 5 a 7% sem falhas em outros componete. Intel vai lançar um edição limitada permitindo que os processadores sejam mais de clock a velocidade ainda maiores. Sandy bridge rodando a 4,9 GHz no resfriamento a ar.

O soquete LGA 1155

Os processadores sandy bridge usando esse soquete apresentam desempenhos melhores em algumas aplicações de computação. A velocidade que varia de 1,4 a 3,4 GHz e a GPU integrada funciona entre 350 e 800 MHz para versões diferentes. O controlador de memória ddr3 atualizado pode suportar 1600 RAM dual channel com uma largura de banda de 21,3GBs

Arquitetura

Como já comentado anteriormente a arquitetura Sandy Bridge é uma evolução da arquitetura Nehalem usada anteriormente pela Intel. A Sandy Bridge traz uma importante novidade a solução de integração do controle de vídeo e PCI Express que antigamente eram presentes nos processadores mas em encapsulamentos distintos, nessa arquitetura é integrado no mesmo chip do processador o controlador de vídeo e de PCI Express. Os processadores com essa tecnologia possuem também um anel para se comunicarem, já que não existe uma comunicação direta entre os componentes as informações são colocadas nesse anel e ele é responsável para entregar ao destinatário. Esse anel é chamado de cache L3. Com essa nova arquitetura veio também um novo Socket para os processadores que a usam, o Socket 1155 que substituiu o 1156..

Características

As principais características da microarquitetura Sandy Bridge estão resumidas abaixo:
  • Os primeiros modelos tem tecnologia de 32 nm;
  • Arquitetura em anel;
  • Novo cache de microinstruções decodificadas (cache L0, capaz de armazenar 1.536 microinstruções, o que equivale a mais ou menos 6 kB);
  • Cache L1 de instruções de 32 kB e cache L1 de dados de 32 kB por núcleo (nenhuma mudança em relação à arquitetura Nehalem);
  • O cache de memória L2 foi renomeado para “cache intermediário” (MLC, Mid-Level Cache) com 256 kB por núcleo;
  • O cache L3 agora é chamado “cache de último nível” (LLC, Last Level Cache) e não é mais unificado, e é compartilhado entre os núcleos do processador e o processador gráfico;
  • Nova geração da tecnologia Turbo Boost;
  • Novo conjunto de instruções AVX (Advanced Vector Extensions ou Extensões de Vetor Avançadas);
  • Controlador de vídeo aprimorado;
  • Controlador de memória DDR3 de dois canais redesenhado, suportando memórias até DDR3-1333;
  • Controlador de memória PCI Express integrado suportando uma pista x16 e duas pistas x8 (nenhuma mudança em relação à arquitetura Nehalem);
  • Os primeiros modelos utilizam um novo soquete com 1155 pinos.



via http://pt.wikipedia.org/



Category: , ,

0 comentários