Megabox será lançado com modelo de negócios polêmico

Thaylan Melo | 09:36 | 0 comentários

Serviço de download e reprodução de músicas deverá gerar renda por meio de publicidade não-autorizada em sites

reprodução
megabox
Não é só no lançamento do Mega, serviço de hospedagem de arquivos sucessor do Megaupload, em que Kim Dotcom está trabalhando. O milionário alemão também confirmou ao TorrentFreak que o Megabox, plataforma para reprodução e download de músicas, também está a caminho e "deverá ser lançado em alguns meses". Entretanto, o modelo de negócios de serviço ainda deverá causar bastante polêmica.

A ideia do Megabox é ser gratuito. Para pagar os artistas que decidirem se juntar ao serviço, Dotcom aposta na publicidade. Contudo, é aí que entra o problema. O usuário que decidir utilizar a plataforma de forma gratuita precisará instalar um programa chamado 'Megakey' em seu computador, ou deverá pagar pela sua utilização.

O problema do Megakey é que ele funciona como um 'ad-blocker'. Ou seja, ele bloqueia a publicidade dos sites que o usuário visita. Entretanto, em vez de não exibir os anúncios, ele substitui os banners pelos do Megabox, que geram renda para o serviço de Kim Dotcom. E é desta forma que ele deverá se sustentar.

Não é difícil imaginar os problemas que podem surgir deste modelo. Os sites que terão seus banners substituídos pelos do Megabox e não deverão ganhar nada com isso poderão ficar insatisfeitos e entrar na justiça contra o serviço, por exemplo.

A intenção de Dotcom era ter lançado o Megabox há bastante tempo, mas a invasão policial que deu fim às atividades do Megaupload atrasou o processo. O serviço deverá servir como um meio de driblar a influência das gravadoras no processo de distribuição musical, já que os pagamentos seriam feitos diretamente aos artistas que assinarem com a plataforma. Segundo Dotcom, 90% da receita gerada deverá ser destinada diretamente aos geradores de conteúdo.

via Olhar Digital

Category: ,

0 comentários