IBM cria circuito flexível 10 mil vezes mais fino que o papel

Thaylan Melo | 10:41 | 0 comentários


Técnicos da IBM desenvolveram circuitos eletrônicos de alta performance, extremamente finos e flexíveis. Com o resultado da pesquisa, equipamentos eletrônicos com formatos inovadores, implantes cirúrgicos e novos dispositivos médicos poderão ser desenvolvidos.
Circuito ultra fino dobra e tem 10 bilhões de transistores (Foto: Reprodução)Circuito ultra fino dobra e tem 10 bilhões de
transistores (Foto: Reprodução)
Com uma combinação de camada de silício e plástico, os circuitos originários dessa técnica tem uma espessura estimada em 10 mil vezes menor do que a de uma folha de papel. O tamanho compacto e o foco no desenvolvimento de circuitos de alto desempenho podem conduzir a computadores ainda mais portáteis.
Dentro do circuito cabem 10 bilhões de transistores – processadores de ponta, hoje, possuem aproximadamente 2 bilhões. Segundo a IBM, é necessário apenas 0,6 volts de tensão para colocar essa multidão de transistores para funcionar.
Pelo fato de os circuitos serem tão finos, uma grande quantidade deles pode ser colocada para funcionar em conjunto, o que pode levar a um nível de desempenho computacional impressionante. Outra grande vantagem dos circuitos microscópicos é a queda no consumo de energia. Esses fatores combinados podem criar as bases para que verdadeiros computadores caibam dentro do seu bolso no futuro. A IBM já investiga aplicações da tecnologia em dispositivos de armazenamento de dados e em protótipos de novos dispositivos.

Category: ,

0 comentários