O problema da tela azulada no Galaxy SII

Thaylan Melo | 17:38 | 0 comentários


  • A tela do Galaxy SII apresenta um tom azulado no lugar do branco. Saiba a razão no texto abaixo:


Uma das grandes características que destacava o Galaxy SII à época de seu lançamento era sua tela. Super Amoled Plus, um nome empolado, à altura do aparelho. Porém, depois dos primeiros dias de uso, especialmente quando comparada à outras telas, percebia-se um tom demasiado azul no lugar do branco. Defeito da tela? Problema no Android? Afinal, qual a razão para esse tom de azul na tela do Galaxy SII.
Primeiramente, é importante esclarecer que essa característica das telas Amoled e seu tom azulado nada tem a ver com os padrões de pixels e subpixels adotados. Existe uma grande discussão que envolve conceitos como PenTile, RGB, RGBG… isso tudo não tem relação com o foco deste texto. Também, a presença ou ausência do Gorilla Glass não influencia nesse efeito.
Independente do seu tamanho, resolução e constituição, telas produzidas a partir da tecnologia Oled possuem uma característica negativa: a cor azul degrada mais rapidamente que as outras cores. Isso ocorre porque os materiais utilizados para compor a cor azul tem vida útil consideravelmente menor. Enquanto os pixels das cores vermelho e verde apresentam vida útil de 200.000 horas, os pixels da cor azul degradam-se com apenas 20.000 horas de uso.  O resultado, com o uso constante da tela, seria uma piora vísivel na composição das cores, especialmente a cor branca e tons claros. Para evitar essa desagradável consequência, os fabricantes tomam algumas atitudes.
Branco e “Cool White”
Para amenizar essa característica que é inerente à tecnologia da tela, uma série de configurações compensatórias são adicionadas e, no fim, resultam nesse tom azulado do qual muitos proprietários do Galaxy SII reclamam. Por exemplo: um subpixel azul pode ter o dobro de tamanho dos subpixels verde e vermelho. Além disso, a tela é calibrada para exibir esse tom azulado no branco (que a indústria chama de cool white) para impedir futuras discrepâncias na luminosidade na tela. Tudo tem como objetivo manter a fidelidade na representação das cores por mais tempo e minimizar o que, hoje, é o maior problema das telas derivadas da tecnologia Oled: a vida útil.
A boa notícia é que esse azulado se torna realmente incômodo somente em alguns ângulos de visão (perceba na imagem acima como os aparelhos estão “virados”). Com o tempo, esse efeito acaba minimizado, mas não há solução imediata para acabar com esse tom de azul e tampouco a Samsung o considera um defeito de fabricação. O jeito é lembrar que as telas Amoleds oferecem muito mais benefícios do que problemas para seu usuário: maior eficiência energética no uso geral, cores mais vivas, tons de preto mais profundos, espessura e pesos menores, etc…
Cabe aqui alertar: cuidado com aplicativos que prometem melhorar a tela do seu Galaxy SII, eles podem resultar em sérios problemas no médio prazo. Deixe que a própria tela trabalhe com a diferença de vida útil dos pixels e não permita que um app force configurações que atrapalharão seu funcionamento.

Category: ,

0 comentários