Afinal, Por quê Linux?

Thaylan Melo | 15:27 | 0 comentários


Materia do site ww.clubedohacker.com.br

Me deparo com essa pergunta toda santa vez que dou aula, realizo palestras ou simplesmente falo
sobre novas possibilidades em TI pra alguém. O engraçado é que nunca cheguei a pensar numa boa
maneira de responder isso, talvez porque pra mim é obvio o poder que o pinguim tem.
Vamos voltar um pouco no tempo, quando o Unix surgiu. Lá pela década de 60, quando os
supercomputadores possuíam recursos comparáveis aos nossos aparelhos celulares mais simples,
um sujeito chamado Ken Thompson, começou a trabalhar em sistema que extraísse o máximo de
desempenho do seu PDP-7 (um dos melhores computadores da época).
Ao contrário do que vemos hoje, um bom programador da época conhecia bem seu hardware. Eu já
vi programadores se espantando ao ver um pc aberto e perguntando “O que são essas caixinhas? E
esses quadradinhos pretos? Pra que esse ventiladorzinho serve?”.
Pra resumir essa primeira etapa, O Ken sabia muito bem o que estava fazendo e desenvolveu o
UNIX para ser operado por quem também sabia. Por isso o Unix nunca facilitou a vida do usuário,
até porque não existiam usuários (não da forma que são hoje) e sim programadores.
Ok. Mas por quê Linux?
Paciência é uma virtude meu caro, principalmente se você quer entender o que está fazendo.
O Unix só tinha um problema: DONO.
Foi vendido bastante, e praticamente toda aplicação crítica rodava no robusto e confiavel UNIX.
Mas o mercado foi mudando, as pessoas normais tiveram acesso a tecnologia e as interfaces
amigaveis surgiram.
Na década de 90 vários “derivados” surgiram e enquanto isso na Finlândia, um
cara chamado Linus que era aluno do consagrado Tannenbaum, começou a fazer um clone do minix
-só que melhor- em conjunto com o projeto Gnu.
O grande Tannenbaum desenvolveu o Minix para fins acadêmicos, já que as faculdades não tinham como bancar o unix para seus alunos. Isso que é professor!
Mas o aluno prodigio queria mais. E na sua filosofia “Nao gostou faz melhor”, começou o
desenvolvimento do kernel do linux, pedindo ajuda a vários programadores voluntarios.
O bacana disso tudo é que ele nunca cobrou um centavo pela distribuiçao do sistema, e nem deixou
que o fizessem. Essa ideologia fez a nossa internet ser como é hoje. Compartilhar o conhecimento é
a base fundamental de tudo isso.
Agora vamos respoder a pergunta inicial. Por quê Linux?
Quando se busca o conhecimento, desafios surgem e a superação se torna o objetivo. Quando você
estiver fuçando as entranhas do seu linux (sim você pode fazer isso), vai descobrir coisas,
funcionalidades e POSSIBILIDADES. Coisas que você nunca imaginou que estivessem ali ao seu
alcance.
Aí vem a justificativa que mantém a comunidade até hoje, uma espécie de sentimento
vitorioso, orgulho. Agora sim você encontrou o caminho certo de um administrador de sistemas. O
caminho da busca por mais horizontes, menos limites.
Posso dizer com toda certeza, quando você chegar nesse ponto, nenhum problema que venha aparecer poderá te assustar pois agora você entende o que acontece por debaixo da pele de um sistema operacional. Em questões de empregabilidade, sua vantagem fica explícita em cima de supostos “Administradores” que nada mais são do que pilotos de mouse sempre com uma justificativa nada sensata para todo e qualquer
problema que venha a aparecer.
Agora alie suas novas capacidades com ferramentas livres e se pergunte em cada momento de superação “Por quê linux?”. A resposta: “Qual é o seu limite? Com Linux, você escolhe o seu.”.

via www.clubedohacker.com.br

Category: , ,

0 comentários