Art of Fighting e World Heroes são alguns dos clones de Street fighter

Thaylan Melo | 14:57 | 0 comentários



Tudo o que faz sucesso vira alvo de cópias, e com a série Street Fighter nos games não foi diferente. Devemos admitir que, felizmente, algumas cópias (ou “inspirações”) se saíram muito bem e conseguiram criar jogos até que divertidos. Mas nem todos tiveram a mesma sorte. O site TechTudo montou uma lista com alguns dos games mais famosos inspirados na famosa série de jogos de luta da Capcom.
Street Fighter inspirou diversos jogos de luta (Foto: Divulgação)Street Fighter inspirou diversos jogos de luta (Foto: Divulgação)
Art of Fighting
Art of Fighting, da produtora SNK, não é bem exatamente um clone de Street Fighter, mas tem diversos elementos em comum com a série da Capcom. Podemos dizer que o jogo pegou não só estilos de personagens emprestados, mas também de golpes. Felizmente, o jogo provou ter personalidade própria e soube inovar na medida certa, com sistemas e mecânicas de luta que adicionaram muito ao gênero.
Robert, de Art of Fighting, nos lembrava Ken (Foto: Divulgação)Robert, de Art of Fighting, nos lembrava Ken (Foto: Divulgação)
Uma das boas adições ao gênero foi a barra de “Spirit Gauge”, que diminui e aumenta conforme a luta, além de influenciar nos golpes dos lutadores. Por outro lado, na história, há semelhanças, a começar pela dupla de amigos que faz o papel central do jogo: Ryo Sakazai e Robert Garcia, um exímio e disciplinado lutador de artes marciais e um lutador com jeito de playboy, respectivamente. Alguém aí falou em Ryu e Ken?
World Heroes
Esse sim, um verdadeiro jogo inspirado e quase clonado de Street Fighter, seja por semelhanças gráficas ou por esquema de controles na hora das lutas. O jogo utilizava um esquema de botões bem parecido com o primeiro Street Fighter, com níveis de golpes fracos e fortes, além de especiais simples e ainda sem o uso de um sistema de combo bem desenvolvido.
World Heroes era clone, mas era divertido (Foto: Reprodução)World Heroes era clone, mas era divertido (Foto: Reprodução)
Mas engana-se quem pensa que World Heroes era apenas um plágio bobo e sem qualidade. O jogo era bem divertido e foi lançado em 1992, quando ainda não tínhamos tantas opções de games de luta como hoje. Sua produção foi feita pelo estúdios ADK com apoio da SNK, o que resultou uma jogabilidade sem muitos defeitos. Os personagens eram carismáticos e vinham de diversos países ao redor do globo. Opa, já vimos isso em algum lugar…
Karnov’s Revenge
Certo, chegamos a talvez o jogo mais polêmico da lista. Karnov’s Revenge, também conhecido como Fighter’s History, era tão clonado de Street Fighter que até mesmo a Capcom percebeu – e assim resolveu processar a produtora Data East pela cópia. Tudo era muito parecido, desde gráficos, personagens e até o nome secundário era bem similar ao game de Ryu e Ken. Mas há uma confusão nessa história que não foi explicada até hoje.
Opa, quem é aquele cara com faixa na cabeça em Karnov’s Revenge? (Foto: Reprodução)Opa, quem é aquele cara com faixa na cabeça em Karnov’s Revenge? (Foto: Reprodução)
Durante o processo da Capcom, a Data East se defendeu e informou que Karnov’s Revenge era, na verdade, uma nova versão de seu jogo chamado Karate Champ, lançado em 1984, antes mesmo do primeiro Street Fighter. A produtora alegava que o próprio Karate Champ foi um dos precurssores do gênero de luta e até mesmo inspirou a Capcom a criar Street Fighter. E aí, quem esta certo nessa história toda? Fica difícil engolir o lado da Data East, já que até as barras de energia eram bem similares ao jogo da concorrência.
Breakers Revenge
Lançado em 1996, Breakers Revenge é quase um Street Fighter Alpha modificado, com gráficos que lembram muito um animê japonês (da mesma forma que “Alpha”) e personagens com golpes bem similares. Não dá para falar que é 100% clone da série da Capcom, mas este jogo, produzido pela Visco e SNK, bebeu muito da fonte de Ryu e Ken.
Breakers Revenge tinha até uma lutadora que lembrava o Blanka (Foto: Reprodução)Breakers Revenge tinha até uma lutadora que lembrava o Blanka (Foto: Reprodução)
Além dos gráficos, jogabilidade estilos de luta, Breakers Revenge também poderia ser comparado a Street Fighter pela presença de personagens estranhos e excêntricos, entre eles uma mulher com aparência muitíssimo parecida com a de Blanka, além de um espadachim mascarado que só gemia durante as lutas, mas nos lembrava, e muito, o espanhol Vega (Balrog nas versões japonesas).
Kaiser Knuckle
Um outro bom exemplo de “lutadores mundiais que se reúnem para trocar tapas” é o game Kaiser Knuckle, da Taito, lançado em 1994 nos fliperamas. O jogo é altamente inspirado em Street Fighter e segue as mesmas “convenções” encontradas e estabelecidas pela série da Capcom, como elenco de nove lutadores, três rounds para vencer uma luta e por aí vai.
Esse golpe de Kaiser Knuckle não lembra a Chun-Li? (Foto: Reprodução)Esse golpe de Kaiser Knuckle não lembra a Chun-Li? (Foto: Reprodução)
O novo narra a história de um torneio conhecido como Kaiser Knuckle, onde o objetivo é eleger o “lutador mais forte do mundo”. Isso nos faz lembrar do mote daquele velho desenho animado de Street Fighter: “Nós vamos ao encontro do mais forte”. Além do estilo de luta parecido, o jogo também contava com um representante do Brasil, uma amazona, assim como o Blanka de Street Fighter.
via Tech Tudo

Category: ,

0 comentários