Conheça alguns combustíveis alternativos que podem revolucionar o futuro

Thaylan Melo | 14:57 | 0 comentários



Já pensou em usar a água do mar como combustível? Ou então em uma nave movida a vácuo? O TechTudo preparou uma lista com alguns conceitos inusitados de combustíveis alternativos que foram apresentados no ano de 2012. Confira alguns destes projetos, criados para diversos tipos de transportes:
Projeto extrai dióxido de carbono e hidrogênio da água salgada e produz combustível barato (Foto: Reprodução) (Foto: Projeto extrai dióxido de carbono e hidrogênio da água salgada e produz combustível barato (Foto: Reprodução))Projeto extrai dióxido de carbono e hidrogênio da
água salgada (Foto: Reprodução)
A Marinha dos Estados Unidos trabalha em um projeto para transformar a água do mar em combustível para motores a jato. A ideia é extrair dióxido de carbono e hidrogênio da água salgada e produzir combustível mais barato.
Este programa do US Naval Research Laboratory tem como objetivo a independência energética norte-americana, reduzindo a necessidade de importação de petróleo. Porém, a alternativa não é menos poluente que outros combustíveis.
As embarcações militares contam com sistema de propulsão por turbina, e ao queimar a água salgada, o combustível causa a mesma agressividade ao meio ambiente que as fontes convencionais.
Uma empresa inglesa diz conseguir transformar ar atmosférico em gasolina. A tecnologia consiste em pegar o dióxido de carbono do ar e o hidrogênio da água e transformá-los em gasolina.
Esquema explica os passos do processo que, supostamente, converte ar em gasolina (Foto: Reprodução) (Foto: Esquema explica os passos do processo que, supostamente, converte ar em gasolina (Foto: Reprodução))Esquema explica o processo que, supostamente,
converte ar em gasolina (Foto: Reprodução)
O complexo processo mistura o ar com hidróxido de sódio de onde se extrai o carbonato de sódio. Deste último consegue-se o gás carbônico puro, que, reagindo com hidrogênio forma a gasolina.
Apesar do avanço, o número de gasolina gerado ainda não é expressivo. Em três meses foi possível fabricar apenas 5 litros, um número muito baixo em relação aos gastos, principalmente com energia elétrica.
Diversos automóveis movidos a fontes alternativas já foram apresentados, mas este modelo desenvolvido este ano ganha destaque. O carro feito por alunos da Aston University, na Inglaterra, foi construído apenas com madeira e papelão e usa hidrogênio como combustível.
Madeira, papelão e célula de hidrogênio explicam o sucesso do projeto (Foto: Divulgação) (Foto: Madeira, papelão e célula de hidrogênio explicam o sucesso do projeto (Foto: Divulgação))Madeira, papelão e célula de hidrogênio explicam o sucesso do projeto (Foto: Divulgação)
O projeto foi vencedor do desafio Shell Eco-marathon, evento anual da fabricante, que visa descobrir inovações em termos de sustentabilidade. Porém, o uso de hidrogênio, elemento mais abundante no planeta, como combustível ainda tem se mostrado caro demais em relação aos combustíveis fósseis.
Um novo modelo de nave espacial movida a vácuo foi pensando pela fundação Icarus Interstellar. Como umas das maiores dificuldades encontradas para o funcionamento é o combustível, engenheiros viram que nada melhor que utilizar o que mais se tem em abundância no espaço.
Conceito de nave potencializa as flutuações quânticas para criar energia (Foto: Reprodução) (Foto: Conceito de nave potencializa as flutuações quânticas para criar energia (Foto: Reprodução))Conceito de nave potencializa as flutuações quânticas para criar energia (Foto: Reprodução)
O projeto aproveita o fenômeno da flutuação, isto é, acredita-se que não existe vácuo absoluto, há partículas que surgem do nada, sempre aos pares. E, uma partícula somada a uma anti-partícula se anulam e criam energia.
Os criadores pensaram então em um laser capaz de forçar o vácuo a gerar os pares de partículas. Ao anular o par, ele gera energia suficiente para movimentar a nave espacial. Enquanto houver energia para o funcionamento do laser, a nave consegue se movimentar.
A Marinha da Rússia testa um submarino de guerra equipado com um sistema que gera energia a partir do hidrogênio. O B-90 Sarov, por ter um motor que não depende de diesel ou eletricidade, não precisa emergir tantas vezes quantos os submarinos convencionais.
B-90 Sarov deverá navegar ainda em 2012 movido por células de combustível a hidrogênio (Foto: Reprodução) (Foto: B-90 Sarov deverá navegar ainda em 2012 movido por células de combustível a hidrogênio (Foto: Reprodução))B-90 Sarov deverá navegar ainda em 2012
(Foto: Reprodução)
Os motores com propulsor a hidrogênio, além de aumentar o tempo submerso, tornam o submarino mais silencioso, já que não tem os pesados e barulhentos motores a diesel. Além disso, esta qualidade o torna ideal para embarcações de guerra.
A Russa é o segundo país a testar este tipo de submarinos que garantem melhor condição de combate. Até o momento, apenas a Alemanha conseguiu construir um propulsor a hidrogênio.
via Tech Tudo

Category: ,

0 comentários