Star Trek: veja a história da saga sci-fi nos videogames

Thaylan Melo | 21:40 | 0 comentários

A icônica série sci-fi, Star Trek, ganhou recentemente um novo game, de mesmo nome, inspirado no mais novo filme da franquia. Sendo assim, o TechTudo resolveu voltar no tempo e relembrar os principais games inspirados pela saga, desde os clássicos e rudimentares até os mais atuais.
Confira o review de Star Trek.
Star Trek (Foto: Divulgação)Star Trek (Foto: Divulgação)
A saga espacial soma dezenas de títulos produzidos para videogames e computadores, descontando os jogos de tabuleiro, cartas e RPGs. A paixão dos Trekkers, como são chamados os fãs de Star Trek, é tão grande que a série teve um relativo sucesso no meio do entretenimento eletrônico. Desde 1971, praticamente em todos os anos tivemos um jogo baseado no universo da franquia.
Primeiro game de Star Trek era somente em texto (Foto: Reprodução)Primeiro game de Star Trek era somente em texto (Foto: Reprodução)
Em 1971 foi lançado Star Trek, o primeiro de muitos, mas somente em texto. O jogo saiu para computadores e baseava-se em linhas de comando para administração da USS Enterprise. Através dos comandos você teria que controlar a nave da Frota Estelar contra os inimigos por toda a galáxia. A interface era simples, com a tela de fósforo da época, mas agradou pela grande interatividade.
Já Apple Trek foi o primeiro jogo da franquia lançado para um computador da Apple. Também completamente rudimentar e jogado a partir de textos. O primeiro game com uma interface diferente foi lançado para o Atari 800, em 3D Star Trek. O jogo, na verdade, de 3D não tinha nada, mas já era um avanço em relação aos títulos anteriores.
Simuladores baseados na série também foram produzidos, como Begin (Foto: Reprodução)Simuladores baseados na série também foram produzidos, como Begin (Foto: Reprodução)
Em 1981, a série ganhou um spin-off. Begin: A Tactical Ship Simulation foi um game para MS-DOS de simulação de naves. O jogo se passava no universo Star Trek e tinha diversas naves da saga, além de raças e organizações. Os gráficos eram rudimentares, mas o game possuia uma interface de combate, algo até então inédito para os jogos de Star Trek.
Ao longo dos anos, diversas versões dos games da franquia foram produzidas para computadores com MS-DOS e Windows. Porém, muitos ainda permaneciam no modelo baseado em texto e linhas de comando, com exceção de Star Trek Arcade, para fliperamas.
Somente em Star Trek: 25th Anniversary, em 1992, os fãs puderam apreciar um game com gráficos avançadíssimos – ao menos para a época. O título foi lançado no Amiga, com suporte também para PCs com MS-DOS e foi o primeiro grande sucesso da franquia nos games, de crítica e público. O jogo era, basicamente, um adventure do tipo aponte e clique, mas possuía algumas partes com mais ação e combate de naves. A partir daí, todos os games da série prezaram pela qualidade gráfica e pela ação dentro da nave.
Série Next Generation foi tema de vários jogos (Foto: Reprodução/Moby Games)Série Next Generation foi tema de vários jogos (Foto: Reprodução/Moby Games)
A fase “Next Generation” do seriado Star Trek também teve seus próprios games, começando por A Final Unity, em 1995, para computadores. Além disso, até mesmo os temíveis Klingons ganharam jogo próprio, em 1996, com uma continuação baseada nos robóticos Borg. A popular série Deep Space Nine também foi homenageada em um para PCs, em 1996.
Starfleet Academy foi o primeiro simulador real de espaçonaves com gráficos avançados em 3D no distante ano de 1997. Assim, muitos seguiram o mesmo caminho, como em Birth of Federation, Starfleet Command, que ganhou duas continuações, e até mesmo um jogo baseado em construção de naves, em Starship Creator. Deep Space Nine ganharia ainda mais dois games, em 2000 e 2001, um do tiro em terceira pessoa e outro de estratégia.
Star Trek Legacy é um dos piores da série (Foto: Divulgação)Star Trek Legacy é um dos piores da série (Foto: Divulgação)
Dos mais recentes games podemos citar Bridge Commander, que te colocava na pele de um comandante para controlar a frota em combate, e Star Trek: Legacy, lançado em 2006 é um dos piores jogos da história da franquia, graças aos gráficos fracos e jogabilidade pior ainda. A saga tentou se reerguer nos games com a onda do novo filme nos cinemas, lançado em 2009, mas sem muito êxito. No mesmo ano chegou o criticado Star Trek: DAC, que trazia batalhas entre naves no PC, Xbox 360 e PS3, mas sem muita inspiração e com uma jogabilidade desanimadora.
Por outro lado, Star Trek Online, para PC e Mac, deu um novo ânimo para a marca e angariou uma boa legião de fãs. O jogo começou sua carreira com modelo de negócios pago, mas logo se tornou gratuito e atraiu muita gente. No game é possível ser comandante de sua própria nave e ter sua tripulação escolhida a dedo – também é possível participar de batalhas espaciais com outras naves, o que deixa tudo mais épico.
Nova série de filmes também inspirou um jogo com Kirk e Spock (Foto: Divulgação)Nova série de filmes também inspirou um jogo com Kirk e Spock (Foto: Divulgação)
Em 2011, o promissor Star Trek Infinite Space, que também seria online, teve sua produção cancelada, mas os fãs não ficariam muito tempo sem um jogo da série. Anunciado em 2010, o game chamado apenas de Star Trek foi lançado em 2013, pegando carona no sucesso de Além da Escuridão. O jogo, desta vez, coloca o jogador no controle dos personagens do longa-metragem, em uma história alternativa, que não tem ligação com os filmes recentes, mas complementa aquele universo.
Star Trek é uma das marcas com o maior número de videogames já lançados. Em todos estes anos, mais de 50 títulos foram disponibilizados, isso sem falar em pequenos minigames, máquinas de pinball e outros. Ainda que alguns destes títulos não tenham sido memoráveis, eles expandiram o sucesso e as histórias de Kirk, Spock e toda a tripulação da Enterprise.
via tech tudo

Category: , ,

0 comentários