“Passes online estão mortos”, garante Electronic Arts

Thaylan Melo | 15:59 | 0 comentários

Fonte da imagem: Reprodução/Joystiq
Após muitos associarem a notícia de que a Electronic Arts iria acabar com os passes online com a revelação de que o Xbox One permitiria o bloqueio de jogos usados, o diretor de marcas da empresa, Frank Gibeau, veio a público esclarecer a situação. Segundo ele, a decisão da empresa nada tem a ver com o DRM da Microsoft e a tecnologia não voltará a dar as caras em nenhuma plataforma.
“Está morto, enterrado a seis palmos, está no fundo da Trincheira de Mariana”, afirmou Gibeau. “Não estamos criando uma estratégia para trazê-lo de volta, você não vai precisar digitar códigos para destravar conteúdos de seu game”, complementa.
Segundo o executivo, não faria sentido anunciar o fim da estratégia simplesmente para revivê-la, ainda mais com o anúncio da Sony de que o PlayStation 4 vai continuar as políticas de DRM do PlayStation 3. Ele classificou o uso de passes online como uma estratégia “simplesmente burra”, cujos resultados não se mostraram bons nem para os consumidores, nem para a Electronic Arts.
Estratégia que não compensou
“O montante de dinheiro que fizemos não substituiu a quantidade de frustração a qual submetemos nossos consumidores e não compensou o dano feito à reputação da companhia. Então dissemos ‘não vale a pena’, e a partir disso a ideia se tornou ‘não faça mais coisas desse tipo’”, explicou Gibeau, reforçando que a mudança de CEO deu à empresa a chance de corrigir alguns problemas.
O executivo finaliza afirmando que a Electronic Arts vai encontrar meios de ganhar mais dinheiro sem que isso signifique incômodos para seus clientes. Segundo ele, não há motivos para punir jogadores que cumpriram seu papel, que é o de simplesmente adquirir os produtos fabricados pela empresa através de meios legais.
Fonte: Joystiq, Baixaki Jogos

Category: , ,

0 comentários